A QUINZENA CÓMICA – 8

Cara Alegre nº 23 e 47

Aqui têm, na quadra festiva do ano, por excelência, duas capas do Cara Alegre com a risonha presença do Pai Natal, desta feita em insólita companhia para um respeitável velhote de grandes barbas brancas…

Os traços são de Stuart e de José Viana, dois dos melhores cartunistas do Cara Alegre — embora em épocas diferentes —, cujo malicioso sentido de humor escolheu também como mote um dos símbolos mais consagrados (e picarescos) do imaginário popular e da tradição natalícia (sem com isso ofender ninguém).

Obra de Viana são também os cartoons que ilustram a preceito as páginas centrais do Cara Alegre nº 47, de 15/12/1952, que reproduzimos com o devido destaque, em honra de outro grande desenhador humorístico.

A QUINZENA CÓMICA – 2

SONHO DE UM DIA DE VERÃO  

Ainda com a época balnear a decorrer (se o tempo ajudar, o que a meteorologia não confirma), aqui têm mais algumas capas do Cara Alegre, as três primeiras assinadas por Stuart e José Manuel Soares (que foi também um dos seus mais notáveis colaboradores, a partir de 1953). Ambos dão um toque brejeiro e de agradável frescura a uma estação em que havia mais “mirones” nas praias do que “sereias”… tanto ontem como hoje!

A quarta capa é de José Viana, outro assíduo colaborador do Cara Alegre, cujo humor peculiar faz jus aos seus melhores momentos revisteiros.

Como curiosidade, repare-se no fato de banho completo da “sereia” retratada por Stuart (era assim há 64 anos) — que até ia para a praia de saltos altos!

Cara Alegre nº 16 e 40

Nota: muita gente prefere gozar férias em Setembro, passada a vaga de calor e de emigrantes e turistas que, tradicionalmente, inunda em Agosto este torrão à beira-mar plantado. Eu próprio, quando ainda trabalhava na Agência Portuguesa de Revistas, escolhi muitas vezes o mês de Setembro para as minhas escapadelas até ao campo (aqui perto, em Palmela, para as vindimas, na Beira Alta e no leste de França) ou à praia (geralmente no Guincho ou no Algarve, para não fugir à regra). E nunca me arrependi dessa opção… porque o tempo mostrou sempre boa cara!