CITAÇÃO DO MÊS – 51

SERGIO BONELLI (Autor e editor de BD)

«As novas gerações não gostam de westerns. Tex continua a ser a BD mais vendida em Itália, mas todos os meses perde leitores; pode ser que daqui a cinco ou seis anos já não haja suficientes para o manter. Infelizmente, a BD está destinada a dar lugar em breve a outros divertimentos mais fáceis e cativantes».

(Declarações proferidas por Sergio Bonelli em 2008. Felizmente, Tex — prestes a comemorar, no final deste mês, 70 anos de carreira — continua firme como uma rocha, empunhando bem alto o facho do western clássico, rodeado ainda por uma multidão de leitores fiéis).

Ilustração de Gianluca Acciarino

IN MEMORIAM

MISTER BO ALENTEJANO

Mr Bo caricaturaCriado por Sergio Bonelli (1932-2011), durante as suas visitas à Amazónia, o célebre aventureiro Mister No teve um contraponto humorístico na figura de Mister Bo, que não é outro senão o próprio Sergio, em pose natural, reflectindo o lado mais “pacato” e bonacheirão da sua versátil e fascinante personalidade. No fundo, Sergio foi também um aventureiro, um globetrotter que sentia a ânsia de conhecer novos horizontes, como os heróis das suas histórias, mas que, ao partir, levava sempre consigo o apelo das suas raízes ancestrais.

A Itália foi a pátria que, no seu coração, partilhou o amor a outras terras, sobretudo ao Brasil e à Amazónia, terras que ele percorreu incansavelmente, de lés a lés, não como um turista, mas na pele de um viajante  a quem os próprios nativos tratavam como amigo.  

Eis como eu e o Carlos Rico, alentejano de cepa e exímio cartoonista, homenageámos a memória de Sergio Bonelli, transformado em cantante de um grupo coral daquela ridente província, na pessoa de Mister Bo. Claro que este nunca pôs os pés no Alentejo, mas a ideia surgiu assim mesmo… tão espontaneamente como se fosse inspirada pelo próprio Sergio, que também não conheceu o nosso país, embora compreendesse e falasse o idioma português (do Brasil) sem qualquer dificuldade.

Como as anteriores que já aqui apresentámos, esta ilustração viu a luz do dia, em 2012, no Tex Willer Blog, o blogue nacional dedicado à mais famosa personagem dos quadradinhos italianos, criação de Gian Luigi Bonelli, prosseguida por outros argumentistas, entre os quais o mui ilustre Sergio (Guido Nolitta) Bonelli.

Mr BO Alentejano

IN MEMORIAM

UM NOME PARA A ETERNIDADE

Sergio BonelliSergio Bonelli foi, na sua área profissional, a última grande “persona” do mundo da BD, um vulto tão carismático, influente e respeitável como Raymond Leblanc e Charles Dupuis, um editor à moda antiga que amava profundamente a sua profissão, os seus colaboradores e os seus leitores, em função dos quais sonhava, criava e trabalhava.

Autor inspirado, como seu pai — o mítico Gian Luigi Bonelli, pai literário de Tex —, homem de cultura e, ao mesmo tempo, escritor popular que soube enriquecer e dignificar as suas criações, bom comunicador, pessoa de afectos e de largos horizontes, que conheceu o mundo e fez inúmeros amigos em toda a parte, com o seu espírito ameno, generoso e cativante, Sergio Bonelli é uma daquelas figuras que não se apagará nunca da memória desses amigos e mesmo de quem não teve o privilégio de o conhecer pessoalmente, mas criou também laços duradouros com a sua personalidade intelectual, através da obra sem paralelo que construiu, num percurso de várias décadas.

Quanto aos seus heróis (especialmente Tex, Zagor e Mister No), indestrutíveis e universais como tantas personagens míticas da Banda Desenhada, continuarão a viver no espírito de muitos milhares de leitores, que verão sempre, ao seu lado, a sombra do grande Mestre, do editor idealista (mas seguro do seu caminho e das suas intenções) e do criador talentoso que foi Sergio (Guido Nolitta) Bonelli.

Eis outra homenagem que lhe prestámos em 2012, associando-nos à iniciativa do Tex Willer Blog, comemorativa do 1º aniversário do seu inesperado falecimento, em 26/9/2011.  Unforgettable Mr. Bonelli

IN MEMORIAM

Título Bonelli

Ao aproximar-se o 3º aniversário do falecimento de Sergio Bonelli, o grande editor e autor de fumetti, que muitos recordam com o nome de Guido Nolitta, o seu mais célebre pseudónimo, este blogue apresenta algumas homenagens que lhe foram prestadas, em 2012, por Catherine Labey e Jorge Magalhães (quando este ainda não pensava aventurar-se na blogosfera), tal como apareceram no Tex Willer Blog o blogue português patrocinado pelo mais famoso herói da BD italiana —, ao qual endereçamos, na pessoa dos seus coordenadores, as nossas calorosas saudações texianas.

Sergio Bonelli, nascido em Milão em 2 de Dezembro de 1932, faleceu em Monza em 26 de Setembro de 2011, com 78 anos de idade.

My name is Bonelli, SergioBonelli copy

IN MEMORIAM

AUDREY HEPBURN

audrey-hepburns-85th-birthday-5167261899816960-hp

Hoje, dia do aniversário de Audrey Hepburn, o Google brindou-nos com este magnífico “doodle” (cabeçalho) dedicado à famosa e aristocrática actriz, nascida em 4 de Maio de 1929, na Bélgica, e falecida em 20 de Janeiro de 1993, na Suiça.

Os cinéfilos recordá-la-ão sempre como a multifacetada intérprete de alguns dos mais sublimes papéis femininos de Hollywood: a Natasha Rostova de Guerra e Paz (War and Peace), a Holly Golightly de Boneca de Luxo (Breakfast at Tiffany’s), a Sabrina Fairchild de Sabrina, a Eliza Doolittle de My Fair Lady, ou a princesa Anya de Férias em Roma (Roman Holiday), o seu primeiro filme. Estreia retumbante, que lhe valeu em 1954 três cobiçados troféus: o Óscar, o Globo de Ouro e o Bafta, como melhor actriz principal.

Roman Holiday - Sabrina e Funny Face

Breakfast at Tiffanys, Charade e My Fair lady

Ícone da moda e do espectáculo, eleita pelo American Film Institute uma das maiores “estrelas” cinematográficas de todos os tempos, Audrey Hepburn ganhou também direito à admiração de todo o mundo pelas suas acções humanitárias como embaixatriz da Unicef. Uma vida plena de sofisticação, de elegância e de beleza, mas também de espiritualidade e de amor ao próximo, sobretudo às crianças dos países mais pobres do globo.

Tal como o Google, prestamos uma singela homenagem à sua memória, oferecendo aos nossos leitores uma foto publicada em separata na revista Flecha nº 6, de 2/12/1954. Mas, para os bedéfilos, a sua “funny face”, a sua aparência delicada, ingénua e sexy, transparecem também na figura da sósia Júlia Kendall, célebre heroína dos fumetti, criada pelo argu- mentista Giancarlo Berardi e publicada, em Itália, pela Sergio Bonelli Editore.

Audrey separata Flecha nº6 e poster Júlia

 

 

CLUBE TEX PORTUGAL INICIA A SUA GRANDE AVENTURA

Clube-Tex-PortugalRealiza-se hoje, dia 15 de Fevereiro, no Cacém, o primeiro encontro de sócios, dirigentes e simpatizantes do Clube Tex Portugal, recentemente formado para pro- mover o espírito de união e camaradagem entre os fãs portugueses deste icónico herói do Oeste americano, que irá celebrar em Setembro de 2014 o seu 66º ani- versário. Os ecos desta oportuna iniciativa, que começou a tomar forma no Salão Inter- nacional de BD realizado em Viseu o ano passado, já chegaram a Itália, onde Davide Bonelli, filho do saudoso Sergio Bonelli e actual director da Sergio Bonelli Editore, foi o primeiro a receber o cartão de sócio honorário, em reconhecimento dos pards lusitanos pelo apoio incondicional que deu ao Clube desde o anúncio da sua criação.

Tex Vendetta navajo538Este convívio inaugural terá lugar, pelas 20 horas, num restaurante do Cacém, reunindo um numeroso grupo de sócios de várias faixas etárias (ou não fosse Tex um herói que atra- vessou gerações), acompanhados por familiares e amigos, aos quais será distribuído o respectivo cartão de sócio e o artístico emblema do Clube, simbolicamente inspirado numa imagem que já correu mundo, da autoria de Aurelio Galeppini, primeiro criador gráfico da série.

Patrocinado pelo Tex Willer Blog (O Blog Por- tuguês do Tex), cuja coordenação está a cargo do mais lídimo “bandeirante” texiano de raça lusa, José Carlos Francisco (vulgo Zeca) de seu nome, o Clube Tex Portugal, com sede na Malaposta (Anadia), já tem órgãos sociais e estatutos, como poderá ver quem tiver curiosidade, através deste link: http://texwillerblog.com/wordpress/?p=49775

Fundadores dp Clube-Tex-Portugal

Membro também da imensa legião de fãs do mais famoso Ranger do Oeste, cujas trepidantes aventuras continuam a chegar periodicamente às nossas bancas, numa ampla panóplia de colecções com o selo de qualidade da Mythos (sucessora da Vecchi, Rio Gráfica e Globo), o Gato Alfarrabista congratula-se com os primeiros passos do neófito, ao qual deseja vida longa e próspera como a do mítico personagem que está na origem do seu nome e do seu nascimento. E felicita-o pelos ambiciosos planos com que pretende festejar os seus primeiros meses de existência: uma grande exposição texiana a realizar no princípio do Verão, com a presença de dois autores transalpinos, e o lançamento, nessa mesma altura, de uma revista destinada aos sócios. Começa bem o bambino!

Tex 108 + 135Tex 200