AS QUATRO ESTAÇÕES – 3

PÁSCOA FELIZ

Tintin 14 Páscoa

Tintin nº 14, de 6 de Abril de 1955

Como já estamos na semana da Páscoa, aqui têm outra capa do Tintin belga com o traço inconfundível de Raymond Macherot e os seus bucólicos cenários campestres, onde à natureza festiva se associam as pequenas criaturas que mais nenhum desenhador europeu soube retratar com tanta beleza e graciosidade.

Trânsfuga do Tintin, que lhe negou melhores condições de trabalho, Macherot foi prosseguir a sua carreira no Spirou, onde pôde com mais desafogo dar livre curso à sua veia lírica e ao seu amor pelos pequenos habitantes da natureza, cujas amáveis (ou sinistras) “caricaturas” deliciaram milhares de leitores.

AS QUATRO ESTAÇÕES – 2

VIVA A PRIMAVERA!

Tintin 11 (1959)

A estação das flores, em que a vida e a natureza se renovam, fazendo renascer um sentimento de plenitude que parece tornar mais íntima e harmoniosa a nossa relação com o ambiente, serviu de mote à requintada sensibilidade artística de Raymond Macherot, na capa do Tintin belga nº 11 (14º ano), de 18/3/1959.

As pequenas e estilizadas criaturas do seu mundo de fantasia — microcosmos rural onde, sob a capa do antropomorfismo, fervilha uma miríade de personagens cujas rocambolescas aventuras são uma parábola, segundo o autor, da “eterna comédia humana” —, vivem o despertar e o encantamento da natureza, num bucólico e inalterável habitat que nos faz sonhar com outra época, há muito perdida… quando ainda não estávamos à beira de uma catástrofe ambiental, provocada pelas galopantes alterações climatéricas dos últimos anos. E de que este fruste começo de Primavera é bem um exemplo…