EXPOSIÇÃO “GENTE DA AMADORA – HISTÓRIA E MEMÓRIAS ILUSTRADAS”

No próximo sábado, 14 de Abril, pelas 16:00 horas, é inaugurada na Casa Roque Gameiro a exposição “Gente da Amadora – História e Memória Ilustradas”, uma mostra sobre personagens históricas da cidade da Amadora (a capital portuguesa da BD), produzida a partir das ilustrações de Nuno Saraiva que serviram de tema à imagem gráfica da última edição do Festival Amadora BD (Outubro e Novembro de 2017).

Entre as personagens representadas, figuram cinco indelevelmente ligadas ao mundo da 9ª Arte: Stuart Carvalhais, António Cardoso Lopes Jr. (Tiotónio), José Garcês, José Ruy e Vasco Granja, todos eles moradores ou naturais desta cidade.

A organização é da Câmara Municipal da Amadora. A Casa Roque Gameiro — um dos seus edifícios históricos de mais artísticas tradições — fica na Praceta 1º de Dezembro, nº 2, Venteira-Amadora, e abre todos os dias, excepto às segundas-feiras e aos feriados.

Contactos: 21 436 90 58 / http://www.cm-amadora.pt

(Nota: texto adaptado do blogue BDBD).

CARLOS GONÇALVES – Troféu de Honra do Amadora BD 2013: uma merecida homenagem

Amadora BD cartazEncerrou no passado domingo, dia 10, o Festival da Amadora, que nesta 24ª edição,  entre  outros prémios e homenagens, já largamente noticiados — com destaque para o vencedor do prémio nacional de BD, nas categorias de melhor álbum e melhor argumento de autores portugueses: “O Baile”, com desenhos de Joana Afonso e texto de Nuno Duarte —, distinguiu também com o Troféu de Honra (o mais prestigioso galardão do Festival e da BD portuguesa) uma figura sobejamente conhecida dos mais veteranos, em áreas como o coleccionismo, a pesquisa histórica e a divulgação jornalística, o Clube Português de Banda Desenhada (CPBD) ou as tertúlias realizadas em todo o país, integrando adeptos do policiário e da BD.

Carlos Gonçalves - Troféu de Honra Amadora BD

História nº 102  239Trata-se de Carlos Gonçalves, colaborador durante largos anos de jornais e revistas, como o Correio da Manhã, o Diário Popular e o mensário História, para os quais redigiu inúmeros artigos sobre a 9ª Arte, coordenador de quase uma centena de números do Boletim do CPBD, editor de fanzines que criaram um padrão de qualidade, como O Aventureiro, organizador de vários eventos ligados à BD, desde a fundação em 1976 do CPBD, no qual participou activamente, tendo mesmo, como seu representante, marcado presença nos Salões de Lucca e Angoulême.

História nº 160 240Amigo também e colaborador, desde a primeira hora, do nosso blogue, que muitos favores já lhe deve, Carlos Gonçalves junta-se agora, finalmente, à numerosa lista de personalidades distinguidas com o Troféu de Honra do Festival da Amadora. Homenagem inteiramente merecida, ainda que peque por tardia, a um grande entusiasta e especialista das histórias aos quadradinhos, que muito se tem batido pelo conhecimento e pela dignificação institucional deste importante (e, por vezes, subestimado) nicho das artes figurativas portuguesas.

Mas mais eloquentes do que as nossas palavras acerca de Carlos Gonçalves são as do eminente professor António Martinó Coutinho, num recente post do seu blogue Largo dos Correios — também vocacionado, entre vários outros temas, para a banda desenhada —, cuja consulta vivamente aconselhamos. Aqui fica o registo e uma foto extraída desse post, com a devida vénia ao seu autor: http://largodoscorreios.wordpress.com/category/historias-aos-quadradinhos/

Carlos Gonçalves - Tertúlia de Lisboa (Março 2004)