O 25 DE ABRIL E A LIBERDADE

Neste dia em que se celebra o 40º aniversário da Revolução dos Cravos, que pôs fim a uma longa ditadura (de quase meio século!) e instaurou finalmente em Portugal a democracia e os direitos, liberdades e garantias assegurados por uma nova Constituição, convém frisar que, apesar de todos os graves problemas de ordem social e económica com que nos debatemos, a liberdade é um bem (talvez o mais precioso dom da democracia) que ainda não nos foi retirado. Sobretudo a liberdade de expressão… Saibamos continuar a defendê-la, como um dos nossos direitos fundamentais!

As democracias não desaparecem por causa dos problemas económicos, ou da sujeição às leis mercantilistas, mas entram em crise quando lhes impõem a mordaça do silêncio e da “opinião oficial”, como parece que alguns seguidores do Big Brother tentam agora fazer, para impedir que se apresentem e discutam alternativas.

Não há futuro, em liberdade e em democracia, sem alternativas, sem pluralismo, sem esperança, sem o genuíno espírito de Abril!…

Grandola A suivre