CONVERSAS SOBRE BANDA DESENHADA – 2

No passado dia 8 de Julho, como oportunamente informámos, teve lugar na Bedeteca José de Matos-Cruz (ala da Biblioteca Municipal de Cascais – S. Domingos de Rana), a 3ª Conversa sobre BD moderada pelo próprio José de Matos-Cruz, especialista e crítico de cinema, com vasta obra publicada, historiador, coleccionador e divulgador pioneiro da Banda Desenhada em Portugal (Copra, Ploc!, Mundo de Aventuras, Boomovimento, etc).

Desta feita, os convidados foram o escritor/argumentista Jorge Magalhães e a desenhadora e artista plástica Catherine Labey, ambos profissionais de BD desde a década de 1970, nas mais diversas áreas, e que continuam a alimentar o seu gosto pela 9ª Arte, dedicando-se ludicamente, na idade da reforma, à actividade de bloggers

Perante um público assíduo — entre o qual tivemos a grata surpresa de ver, além de Mestre José Garcês e esposa, e do desenhador João Amaral e esposa, uma bela “embaixada” da família de Jorge Magalhães, com a filha Maria José Pereira (editora da Babel) e o genro, dois netos e duas bisnetas — , falaram ambos das suas carreiras (muitas vezes em comum), apoiados por uma apresentação em “Powerpoint” de obras que consideram as mais representativas dessa colaboração mútua ou com outros autores. Na sua intervenção, Jorge Magalhães, autor multifacetado, dissertou também sobre o seu longo percurso nas revistas e editoras onde trabalhou, desde o Mundo de Aventuras (APR) às Selecções BD (Meribérica), passando por muitas outras.

Eis um breve registo fotográfico dessa sessão, que nos foi enviado por João Camacho, técnico superior da Câmara Municipal de Cascais, a quem publicamente agradecemos. Seguem-se algumas imagens extraídas dos dois “powerpoints”.

EXPOSIÇÃO “QUADRADINHOS PORTUGUESES” NA CIDADELA DE CASCAIS

Esta exposição, comissariada por José de Matos-Cruz — e patrocinada pela Câmara Municipal de Cascais e pela Fundação D. Luís I, no âmbito da programação do Bairro dos Museus —, será inaugurada no próximo sábado, dia 24 de Junho, às 19h00, na Cidadela de Cascais, ficando aberta ao público até 3 de Setembro do corrente ano.

MULHERES FANTÁSTICAS – 8

A Mulher-Maravilha é a heroína de uma nova colecção da parceria Público/Levoir, nas bancas às quintas-feiras, constituída por cinco volumes com algumas das melhores histórias da série, assinadas por grandes criadores como George Pérez, Greg Rucka, Grant Morrison, J. G. Jones ou Christopher Moeller. Uma colecção a não perder, que prolonga o sortilégio da Mulher-Maravilha, princesa da mítica ilha das Amazonas, abordado também, finalmente, pelo cinema, numa super-produção coroada de êxito.

OLHA AS LINDAS MARCHAS!

Pelo traço de Mestre José Ruy, em Quadradinhos nº 54, 2ª série, de 20/6/1981 (suplemento do extinto vespertino A Capital, dirigido por Adolfo Simões Müller), chega-nos um pitoresco desfile das marchas populares desse festivo mês de Junho, enquadradas por famosos heróis de papel, de arquinho e balão em punho, que ainda hoje fazem as delícias dos seus inúmeros admiradores, num renovado preito de homenagem aos magistrais artistas que os criaram há muitas décadas.

E até Tom Sawyer e Ivanhoe se aliaram à festa… como convidados especiais do Quadradinhos, um suplemento que, fiel ao lema do seu director, procurava não só divertir como instruir, fomentando também entre os mais jovens o convívio com os heróis dos clássicos literários, através da fusão entre o texto e a imagem.   

EXPOSIÇÃO DE DESENHOS DE NUNO SARAIVA DEDICADOS ÀS FESTAS DE LISBOA

O colectivo artístico Passevite inaugura no próximo sábado, dia 10 de Junho, pelas 19h00, uma exposição de desenhos de Nuno Saraiva, intitulada “Festas. Os Originais!”, que terá lugar no nº 54-A da Rua Maria da Fonte, aos Anjos, em Lisboa.

Nela estarão patentes, até 29 de Junho, os desenhos originais de Nuno Saraiva, traçados a tinta da china e marcador sobre papel, apresentados em estado virgem antes de serem maculados pelas cores que têm alegrado as FESTAS de LISBOA.

JOSÉ COELHO (UM ARTISTA DE MOURA): NOVA BIOGRAFIA ILUSTRADA POR CARLOS RICO

De pequenino… não torceu o pepino! Mas tocou música!

O nosso querido amigo Carlos Rico publicou recentemente, com o apoio da Câmara Municipal de Moura — linda cidade que trazemos no coração, devido aos saudosos Salões de Banda Desenhada —, um opúsculo muito bem ilustrado (no seu estilo inconfundível) sobre JOSÉ COELHO, um músico da terra, autodidacta, cuja vida foi um exemplo de paixão e dedicação a essa melodiosa arte.

A obra apresenta-se, já se vê, em quadradinhos com filacteras e texto, à razão de uma vinheta por página, num formato quadrado, relatando, no final, algumas curiosidades que explicam certos traços biográficos desenvolvidos por Carlos Rico ao longo das páginas.

O conjunto é agradável, com aquelas afinadas notas humorísticas que o Carlos sabe extrair como poucos dos seus “instrumentos”. Claro que recomendamos aos nossos leitores a aquisição desta obra, bastando para isso entrar em contacto com a Câmara de Moura ou com o próprio Carlos Rico: carlos.rico@cm-moura.pt

Mais um excelente trabalho para a sua bibliografia. E apetece-nos perguntar: para quando o próximo? Porque sabemos que o Carlos tem sempre novos projectos na manga… todos com temas humorísticos, mesmo quando os trata de forma séria!

Catherine Labey/Jorge Magalhães