IN MEMORIAM (DA MOUNETTE) – 2

Poesia Felina – 3, inspirada pela nossa gata (que nos deixou há dois meses) e publicada em 24/11/2012 no blogue Gatos, Gatinhos e Gatarrões, com ilustração de Catherine Labey.

2 thoughts on “IN MEMORIAM (DA MOUNETTE) – 2

  1. Nunca consegui entender bem a afeição que tenho por um gato, já velho. Chamo-lhe Frederico Fellini. FF. Sem saber bem porquê. Agora entendo que o nome veio da inspiração que ele próprio dá. Adora fazer serões comigo quando estou a fazer “bonecos”, deitado em cima da impressora a seguir os meus movimentos. Ao ler o seu texto creio que consegui entender o meu FF.

  2. Os gatos são animais discretos e extraordinários, que mesmo tendo um feitio independente transmitem aos donos, de muitas formas, o genuíno afecto que sentem por eles. Como dizia a Patricia Highsmith, os gatos são uma forma de arte viva, em perpétua metamorfose, o único animal de companhia que pode estar, ao mesmo tempo, ausente e presente numa casa.
    Felicidades para si e para o seu FF.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s