TEX COLECÇÃO CELEBRA O Nº 300

Tex Coleção 300Desde há muito que os números centenários das revistas periódicas, nomeadamente as de carácter mais lúdico, como as que publicam histórias ilustradas (vulgo histórias aos quadradinhos ou banda desenhada), costumam ser assinalados de forma especial, distinguindo-se essa celebração, na maioria dos casos, por melhorias editoriais que tanto podem consistir num aumento do número de páginas como numa apresentação mais garrida (a cores, por exemplo, quando as revistas são a preto e branco) e numa capa sugestiva em que se dá devido destaque à efeméride.

Por vezes, justificando o inevitável aumento de preço, os leitores são presenteados também com um brinde extra — geralmente uma separata com um poster —, regalia só por si suficiente para aguçar o interesse dos habituais compradores e atrair novo público, que passará eventualmente a fidelizar-se ao título, acompanhando-o a partir dessa edição.

Tex - pág. de rostoTodos estes ingredientes que fazem de um número centenário um marco de especial importância na vida de qualquer publicação periódica — e muito particularmente nas de BD, que costumam ter uma relação mais próxima com os leitores — estão reunidos no Tex Colecção nº 300, mais uma edição brasileira com o selo da Mythos que chegou em Maio às nossas bancas.

Um grande poster duplo (42 x 56 cms), com ilustrações de Claudio Villa e Fabio Civitelli, dois dos mais consagrados desenhadores italianos (e texianos) da actualidade, e uma história completa a cores, constituem as galas com que esta revista triplamente centenária festejou um longo e ininterrupto trajecto de 25 anos, dedicado à reedição integral e por ordem cronológica das aventuras do maior herói do faroeste europeu, criado em 30 de Setembro de 1948 pelos mestres Gianluigi Bonelli e Aurelio Galleppini — e adaptado ao cinema, em 1985, num filme do realizador italiano Duccio Tessari, com o célebre actor Giuliano Gemma como protagonista.

Tex poster

Curiosamente, a aventura incluída nesta edição, com o título Forte Apache, ostenta também os nomes daqueles dois ilustres pioneiros e foi publicada originalmente, a cores, no Tex italiano nº 100 (Fevereiro de 1969), o primeiro marco centenário de uma colecção que no Brasil já ultrapassou o nº 540.

46 anos depois dessa data, e quase sete décadas após o nascimento de Tex Willer, o bom e velho bang-bang ainda marca presença nas bancas, preenchendo as saudades de um tempo em que as revistas com histórias de cowboys eram às dúzias.

Advertisements

2 thoughts on “TEX COLECÇÃO CELEBRA O Nº 300

  1. Prezado Amigo Jorge Magalhães, só uma correcção, o Tex italiano nº 100 foi publicado originalmente a cores (como facilmente se comprova pela capa: http://www.sergiobonelli.it/scheda/2076/Supertex.html). Foi uma forma da editora italiana comemorar a edição centenária de Tex, comemoração que depois se tornou regra a cada 100 números, não somente de Tex mas das restantes personagens.
    Um abraço e parabéns (e obrigado) por mais este texto texiano 😉

  2. Prezado Amigo Zeca,
    Muito obrigado pela correcção, que denota os seus vastos conhecimentos sobre a matéria, mas também o interesse que nutre por este blogue, interesse que agradeço e retribuo, pois sou, como muito bem sabe, atento e fiel seguidor do Tex Willer Blog, onde o vasto e multifacetado universo do maior herói bonelliano é analisado sob todos os prismas.
    Quanto ao meu erro, fui “mistificado” por uma informação recolhida algures e que não soube interpretar devidamente, pois não tenho a sorte de possuir preciosidades como o Tex italiano nº 100.
    Um grande abraço.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s