HERGÉ – COLHEITA DE 1938

Somos livros capa   052Ao lermos uma notícia com este título na revista Somos Livros, distribuída com o jornal Público de 3 de Abril p.p., ficámos com a certeza de que a obra de Georges Rémi (Hergé) se valoriza de dia para dia, como um bom vinho guardado em velhos cascos de carvalho.

Mais uma vez se comprova que nenhum outro herói da BD consegue ultrapassar Tintin em projecção inter- nacional e sucesso de marketing, que já se estendeu também ao negócio de leilões, com os seus originais a atingirem valores cada vez mais elevados. Aliás, não é só Tintin que se vende bem; os leilões de pranchas de BD de outros (re)conhecidos autores correm de vento em popa, multiplicando-se nessa próspera área.

Se Hergé ainda fosse vivo, estaria hoje milionário — mesmo sem ter ganho o euromilhões —, pois cada um dos seus álbuns tornou-se uma mina de ouro! Até ilustrações soltas ou capas de revistas e de edições especiais valem agora milhares de euros, como noticiou com destaque a revista Somos Livros, da Bertrand Livreiros, numa página que a seguir reproduzimos — e em que também se fala de outro ícone da cultura popular europeia: o romancista Georges Simenon (Maigret), que foi contemporâneo e compatriota de Hergé.

Dois temas com bastante interesse, assim o julgamos, para os nossos leitores…

Somos livros página 4     055

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s