AMADORA BD 2014 – 5

Untitled-1IMG_2170

Como já noticiámos, o Troféu de Honra — o mais importante e antigo galardão do Festival Internacional da Amadora, atribuído a uma personalidade com especial relevo na BD portuguesa — distinguiu outro autor veterano, Carlos Baptista Mendes, cuja obra tem sido quase exclusivamente dedicada a temas da História de Portugal.

Batista Mendes silva porto159Quero aqui deixar uma nota de amizade, respeito e admiração pelo Carlos, que conheço há muitos anos, desde a nossa juventude passada em comum nas salas de aula e nos ginásios do Liceu Gil Vicente, em Lisboa, onde já ambos manifestávamos a nossa predilecção pelas histórias aos quadradinhos, ele desenhando, eu escre- vendo para os “jornais de parede” e outras publicações artesanais, feitas por processos rudimentares, como o copiógrafo (de que hoje já ninguém ouve falar).

Mais tarde, depois de muitas reviravoltas da vida, reencontrámo-nos na Agência Portu- guesa de Revistas (APR), onde eu me tornei coordenador do Mundo de Aventuras, a partir de Maio de 1974, e ele já figurava no quadro de desenhadores, incumbido de ilustrar alguns títulos das colecções de livros de bolso românticas e de cowboys que a APR, na altura, ainda publicava.

Claro que esse foi o pretexto e o estímulo (a par da nossa amizade de longa data) para que Baptista Mendes se juntasse ao projecto de renovação do Mundo de Aventuras, tornando-se, durante algum tempo, um dos seus mais proeminentes colaboradores, a quem se devem muitas ilustrações e HQ’s publicadas nesse período.

Batista Mendes lenda de gaia160Foi com ele que fiz “A Lenda de Gaia”, a minha primeira história de BD, apresentada no MA nº 143, de 24 de Junho de 1976, com honras de capa (e reeditada, anos depois, no Jornal do Exército e nos Cadernos Sobreda BD).

Em 1983, o seu talento artístico ressurgiu na colecção Antologia da BD Portuguesa, da Editorial Futura, com o álbum intitulado “Por Mares Nunca Dantes Navegados”, onde foram compilados alguns episódios curtos sobre a epopeia dos Descobrimentos, ilustrando a sua aptidão para os temas históricos e biográficos, género que, como já referimos, cultivou longamente, desde o início da sua carreira, nas páginas de várias revistas e suplementos juvenis: Camarada, Falcão, Cavaleiro Andante, Pardal, Pim-Pam-Pum, Mundo de Aventuras, e sobretudo no Jornal do Exército e na Revista da Armada.

Infante D. Henrique (B. Mendes)Nos anos seguintes, para as editoras Asa e Âncora, realizou outros álbuns de BD, com trabalhos inéditos, continuando a exercer na vida privada as funções de chefe do gabinete de desenho de uma importante empresa industrial.

A sua obra mais recente, dedicada ao tema “Portugueses na Grande Guerra (1914-1918)”, surgiu nos escaparates em finais de Outubro, com o selo da Arcádia, editora que parece novamente apostada em afirmar-se no mercado, competindo directamente com a Asa. Foi este trabalho, com vários episódios respigados do Jornal do Exército e algum material inédito, que o Amadora BD escolheu para expor este ano na Galeria dos Paços do Concelho (ou Galeria Municipal Artur Bual), homenageando também Carlos Baptista Mendes com a atribuição do Troféu de Honra, prémio de mérito pelos seus 55 anos de carreira.

Batista Mendes grande guerra161Posso afirmar categoricamente que o trabalho do Carlos sempre se pautou pelo rigor e pelo brio profissional. Nunca cedeu à facilidade, abordando com ligeireza os temas que pretendia ilustrar; pelo contrario, antes de “passar à acção” documentava-se exaustivamente, com o intuito de ser minucioso no desenho e na explanação dos factos históricos, mesmo em episódios curtos, geral- mente de duas páginas (em que também adaptou textos e traçou biografias de vários escritores portugueses, a merecer igualmente uma recolha em álbum).

No tocante aos prazos, por vezes forçosamente curtos, era o campeão da pontualidade. Gabava-se, aliás, da sua rapidez de execução, pois num fim de semana era capaz de realizar 6 a 12 ilustrações para os livrinhos de bolso da APR. E sem esforço, nem perda de qualidade!

IMG_2056Para ti, velho camarada, um abraço muito afectuoso deste companheiro nalgumas encruzilhadas da BD e da vida. Em recordação dos bons velhos tempos!…

Nota: as fotos que ilustram este post são da autoria de Dâmaso Afonso. Seguidamente, apresentamos uma breve reportagem da exposição de Baptista Mendes na Galeria Municipal Artur Bual, inaugurada em 24 de Outubro, com a presença de Nelson Dona, director do Festival, António Moreira, vereador da Cultura na Câmara Municipal da Amadora, e de vários autores de BD, colegas do homenageado.

IMG_2055IMG_2057IMG_2059IMG_2061IMG_2062IMG_2068

Advertisements

2 thoughts on “AMADORA BD 2014 – 5

  1. Caríssimos Jorge e Catherine

    Há muito tempo ando arredado deste meio digital de comunicação, tendo recomeçado a inserir no meu blogue o que mais me apraz no bestunto e a reduzir a intervenção nas caixas de comentários. Todavia, não podia deixar de, por este mesmo meio, deixar a minha homenagem de gratidão a um autor que tenho acompanhado desde sempre, mesmo quando o Baptista Mendes fazia aquelas ilustraçõse dos mini-livros de cow-boys (Colecção “6 Balas”, entre outras), que eu, antes de ler o texto, via a meia dúzia ali colocadas em miolo.
    Conheci pessoalmente o BM quando este me visitou no meu gabinete, em Trancoso, andava então às voltas com uma obra extraordinária para esta terra – a BD sobre a História de “Trancoso”- porque sem menosprezo para os desenhadores de outras obras congéneres dedicadas a outros concelhos, esta é das mais bem conseguidas.
    Tive então oportunidade de apreciar o rigor que ele se impunha (e impõe) nos seus trabalhos, visitando os locais da acção, anotando os mais ínfimos pormenores, que o seu traço maravilhoso e firme leva às pranchas.
    Esta série da Primeira Grande Guerra, que eu revivo parcialmente (dado ter acompanhado as publicações do Jornal do Exército e o Mundo de Aventuras), é uma obra que deve constar em todas as bibliotecas, públicas e privadas, porque ilustra e retém parte da História de Portugal e da Europa.
    Quero realçar outra coisa: a humildade e a urbanidade deste Autor, a sua bonomia, o prazer que ele não consegue esconder quando fala de banda desenhada e ilustração.
    Para mim, Baptista Mendes é um marco – de qualidade, de objectividade, de seriedade, de humanidade.

    Um grande abraço
    do
    Santos Costa

  2. Caríssimo Santos Costa,

    Seja bem-vindo, de novo, a este blogue. É sempre um prazer ler os seus comentários, de que já sentíamos falta, e apraz-nos registar que voltou também à sua actividade de “blogger”, sem nunca ter largado as outras a que se dedica ainda com mais entusiasmo. Voltaremos a acompanhar com muito interesse as notícias, os textos e os desenhos que for pondo no “Bandarra Bandurra”.
    Quanto ao Baptista Mendes, se ele ler este “post” (espero que já se tenha habituado a navegar na Internet), vai ficar certamente lisonjeado com a sua opinião acerca da obra artística que, com tanta paixão e talento, mas também com muita humildade, realizou durante várias décadas.
    Uma das coisas que mais me admira neste álbum recentemente publicado, é que as suas histórias se lêem hoje tão bem como nos anos 70 e 80; e o seu traço, como revela em novos trabalhos, desde a “História de Trancoso” aos que foram incluídos neste álbum, não parece acusar a passagem dos anos, mantendo-se tão firme, correcto, límpido e harmonioso como no passado.
    Um bom exemplo de profissionalismo, de seriedade e rigor intelectual, de modéstia, de amor à História e à Cultura. E também de uma grande paixão pela BD – que já vem de longe, como referi no meu artigo –, expressa em milhares de ilustrações, em trabalhos dispersos por livros e revistas de todos os géneros, mas sobretudo na recriação de temas históricos através dos episódios que tão bem sabe transpor para a linguagem figurativa. E isso faz-me lamentar que não tenha mais álbuns publicados.

    Um abraço de muita amizade,
    Jorge Magalhães

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s