IN MEMORIAM

RACHEL LOUISE CARSON

unnamed

Este ano o Google não tem parado de nos oferecer magníficos doodles (logotipos) sobre os mais diversos temas, em especial num contexto histórico e cronológico, dedicados a efemérides curiosas e a figuras notáveis das artes e das ciências.

paz_01_img0045Esta criatividade de um dos portais mais concorridos da Internet tem despertado a nossa curiosidade e o nosso interesse, incitando-nos, com natural agrado, a fazer-lhe elogiosas referências e a pesquisar infor- mações sobre alguns dos assuntos (e nomes) abor- dados, para as partilharmos com os nossos leitores.

Um dos mais recentes doodles evocou a figura de Rachel Louise Carson (1907-1964), eminente escritora e bióloga americana que começou, ainda muito nova, a escrever histórias sobre animais, inspiradas nas obras de Beatrix Potter, alimentando, ao mesmo tempo uma grande paixão pelas ciências da Natureza, em particular pela biologia marinha, na qual se especializou ao serviço do US Bureau of Fisheries (baptizado, mais tarde, com o nome de Fish and Wildlife Service), onde produziu, em 1935, uma série de artigos para um programa radiofónico destinado a promover o interesse do público pela vida aquática.

Rachel CarsonO seu primeiro livro sobre o tema, com o título Under the Sea Wind, foi publicado em 1941 pela popular editora Simon & Schuster e a curiosidade com que foi recebido pelo público e pela crítica — embora o seu êxito comercial tivesse ficado aquém das expectativas — animou-a a prosseguir os seus trabalhos, cultivando sempre a simbiose entre um esmerado estilo literário e o rigor da investigação científica.

Graças ao renome que obteve com o seu segundo livro, The Sea Around Us, publicado em 1951 pela Oxford University Press — e que figurou, durante quase dois anos, na lista de best-sellers do New York Times —, Rachel Carson pôde alargar a sua influência a outros sectores, envolvendo-se em causas polémicas, como o uso de pesticidas na agricultura, e tornando-se a primeira ecologista americana a defender com êxito a proibição do DDT e de outros produtos igualmente nocivos para o ambiente.

The Sea Around Us film posterUma das suas obras mais emblemáticas, Silent Spring, publicada em 1962 (dois anos antes da sua morte, vítima de cancro), lançou as bases do movimento ecológico, não só nos Estados Unidos, como no mundo inteiro; e The Sea Around Us — o primeiro dos seus livros a proporcionar-lhe desa- fogo financeiro, permitindo-lhe trocar o funcio- nalismo público pela actividade literária e científica em full time — mereceu a atenção do produtor e realizador Irwin Allen, que lhe dedicou um documentário, distinguido em 1953 com o Óscar da respectiva categoria (embora Rachel não tivesse gostado da versão final do argumento, recusando-se, daí em diante, a aceitar outros convites cinematográficos).

O êxito desse documentário e o interesse pela exploração do mundo submarino, fomentado pelas obras de Rachel Carson, deram origem, nos anos 50 e 60, a vários comic books com idêntico tema, baseados, na sua maioria, em filmes e séries televisivas de grande popula- ridade, como Sea Hunt, Around the World Under the Sea e Voyage to the Bottom of the Sea.

Around the world under the sea& Bottom of the sea

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s