IN MEMORIAM

AUDREY HEPBURN

audrey-hepburns-85th-birthday-5167261899816960-hp

Hoje, dia do aniversário de Audrey Hepburn, o Google brindou-nos com este magnífico “doodle” (cabeçalho) dedicado à famosa e aristocrática actriz, nascida em 4 de Maio de 1929, na Bélgica, e falecida em 20 de Janeiro de 1993, na Suiça.

Os cinéfilos recordá-la-ão sempre como a multifacetada intérprete de alguns dos mais sublimes papéis femininos de Hollywood: a Natasha Rostova de Guerra e Paz (War and Peace), a Holly Golightly de Boneca de Luxo (Breakfast at Tiffany’s), a Sabrina Fairchild de Sabrina, a Eliza Doolittle de My Fair Lady, ou a princesa Anya de Férias em Roma (Roman Holiday), o seu primeiro filme. Estreia retumbante, que lhe valeu em 1954 três cobiçados troféus: o Óscar, o Globo de Ouro e o Bafta, como melhor actriz principal.

Roman Holiday - Sabrina e Funny Face

Breakfast at Tiffanys, Charade e My Fair lady

Ícone da moda e do espectáculo, eleita pelo American Film Institute uma das maiores “estrelas” cinematográficas de todos os tempos, Audrey Hepburn ganhou também direito à admiração de todo o mundo pelas suas acções humanitárias como embaixatriz da Unicef. Uma vida plena de sofisticação, de elegância e de beleza, mas também de espiritualidade e de amor ao próximo, sobretudo às crianças dos países mais pobres do globo.

Tal como o Google, prestamos uma singela homenagem à sua memória, oferecendo aos nossos leitores uma foto publicada em separata na revista Flecha nº 6, de 2/12/1954. Mas, para os bedéfilos, a sua “funny face”, a sua aparência delicada, ingénua e sexy, transparecem também na figura da sósia Júlia Kendall, célebre heroína dos fumetti, criada pelo argu- mentista Giancarlo Berardi e publicada, em Itália, pela Sergio Bonelli Editore.

Audrey separata Flecha nº6 e poster Júlia

 

 

Advertisements

2 thoughts on “IN MEMORIAM

  1. Audrey Hepburn é uma daquelas “estrelas” universais que continuarão sempre a brilhar no firmamento da 7ª Arte. Mas mais admirável ainda do que o seu talento, a sua maneira natural e cativante de representar, é o espírito generoso e humanitário que revelou em espinhosas missões da Unicef, empenhando-se nelas de tal forma, por amor aos outros e sobretudo às crianças do terceiro mundo, que acabaria por debilitar a sua saúde. Um exemplo de altruísmo, de abnegação, de caridade, que transcende o estatuto mítico da “estrela” de cinema.
    Quanto a este post, foi-nos sugerido pelo excelente “doodle” do Google, com um “visual” irresistível.
    Abraços,
    Jorge Magalhães

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s