F. BENTO & J. VERNE – UMA DUPLA PERFEITA – 2

Eis mais duas capas do Diabrete, respeitantes aos nºs 311 e 356, de 22/6/1946 e 27/11/1946, respectivamente, com magníficas ilustrações de Fernando Bento sobre obras de Júlio Verne, iniciadas nos números seguintes.

Desta vez, porém, a apresentação era diferente, já que não se tratava de adaptações em banda desenhada, como Bento fez, algum tempo depois, com “A Ilha Misteriosa” e “Matias Sandorf” — histórias que pela sua fidelidade ao original ocuparam muitos números —, mas de texto corrido, dividido em capítulos, com três imagens por página.

As duas que escolhemos como exemplo foram publicadas nos nºs 319 e 373 do “grande camaradão”, outro título com que o popular bissemanário dirigido por Adolfo Simões Müller se apresentava briosamente aos seus leitores.

Diabrete311 022  Diabrete356  023     

5 semanas em balão 024  20000léguas 027

2 thoughts on “F. BENTO & J. VERNE – UMA DUPLA PERFEITA – 2

  1. quero dar-lhe os parabéns pela aventura que está a começar a desenhar e que, passo a passo, tenho que lhe dizer, me está a agradar muito poder acompanhar. Fico a aguardar, cheio de esperança, que venham daí muitas e belas recordações do Mundo D’Aventuras que tem para mim uma importância fulcral na minha formação como leitor de BD aos longo dos tempos. Mais uma vez parabéns e um grande abraço.

    Letrée

  2. Muito obrigado pelo seu comentário e pelos seus elogios, que para nós são um grande incentivo, nesta aventura que passo a passo, como diz, estamos a construir, baseados naqueles alicerces que ajudaram a formar a nossa mentalidade e os nossos gostos, num tempo, já bem distante, em que sonhar ainda estava ao alcance da juventude…
    Quanto ao “Mundo de Aventuras”, outra revista que nos acompanhou durante muitos anos e da qual também guardamos as melhores recordações, em breve verá satisfeitos os seus desejos, pois já estamos a preparar alguns “posts” sobre a primeira e popularíssima fase desse excelente semanário onde pontificavam tantos grandes nomes da BD mundial. Infelizmente, o espaço (em termos relativos, claro) e o tempo é que não dão para tudo…
    Um grande abraço.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s